Início do evento e a primeira impressão é muito boa. Como de costume acabei chegando cedo, mas é bom que da pra aproveitar o café da manhã e conhecer a estrutura do evento. Encontrei o Luciano Condé tomando um café rápido e correndo para ajudar na finalização das suas tarefas para a apresentação inicial. Inusitadamente encontrei um antigo amigo de faculdade que está trabalhando no stand do Windows phone. Atualmente ele tem uma consultoria que organiza treinamento e contatos comerciais com os principais canais.

Abaixo coloquei as anotações que fiz durante o evento. Nem sempre muito bem formatado, mas dá pra ter uma noção. J

Na General Session iniciada por Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil, Levi sempre falou para os presentes e para as 35 mil pessoas que estavam online assistindo em toda américa latina.

Novidades para 2011 e os principais pontos focados:

Falou-se sobre o início da fabricação do Xbox no Brasil.

Microsoft Technology Center em novembro. Parceiros e cliente s podem ver novidades e testar produtos.

Estratégia de serviços na nuvem para múltiplos dispositivos.

Profissional de ti precisa conseguir disponibilizar aplicativos em qualquer plataforma.

Dai rolou um pouco de lavagem cerebral nas apresentações.

Roberto prado diretor de competividade da Microsoft falou sobre o crescimento do país e existe mercado para o Brasil crescer mais e mais rápido.

Profissional de ti e protagonista ou coadjuvante?

Cidade sustentável (exemplo da NF eletrônica). Crie novos impactos.

UOL lança esse ano a computação na nuvem.

Exchange na nuvem lançado a pouco tempo.

Office também na nuvem.

No SQL Server que será lançado no inicio de 2012 (codinome “Denali”), integração com cloudcomputing, BI em olap ou modelo tabular, inovação na visualização de dados.

Tecnologia Always On – Redundância.

Relatórios web para área de negocio. Parecido com o qlickview.

Comparação de períodos em gráficos animados.

Busca de informações na web via Azure.

Luciano condé

Azure – sistema operacional na nuvem

Alta disponibilidade

Sql azure

Windows Azure AppFabric

Serviço de smoth streaming

Templates do Visual Studio para Azure

Windows phone codinome mango

Apresentação

Blocos dinâmicos em vez de ícones

Serviços sociais agrupados na mesma aplicação.

Internet explorer 9.0.

Marketing Place. Subir aplicações.

Hub de musicas com aplicativos integrados. Lycris, youtube…

Xbox live no celular.

Multitarefa no sistema operacional.

Office 365

Sucessor do bpos.

Será lançado dentro de algumas semanas.

Lynx – tradução simultânea

Apresentação do Xbox e Kinet

Terapia na aacd com Kinet

Hiper-v with fiber channel.

Migração simples para outras máquinas virtuais

—————————————————

Consumerização de ti

Fernando caverna

Danilo Gordini

Essa palestra foi muito ruim e cansativa. Depois de 10 minutos os dois palestrantes estavam sendo repetitivos.

No passado a área de ti indicava uma nova tecnologia. Atualmente o usuário trás o device/tecnologia que deseja utilizar.

Governança e infraestrutura – System Center 2012: Política de segurança, Gerenciamento de varias plataformas moveis.

VPN no iPad para acesso a toda a rede corporativa.

3 pilares

  • Gerenciamento de dispositivos
  • Cludcomputing – win azure, data Center – parecido com a Amazon ws.
  • Hiper-v

Integração com outras plataformas – monitoramento de aplicações  .net.

Analise de performance entre aplicação, infra, bd.

Exemplo dos filhos brigando no quarto. Você houve o barulho mas não sabe o que está acontecendo. O System Center faz o papel de mostrar o que está acontecendo na sua rede.

Integração com Windows phone 7.

————————————-

Plataforma web Microsoft – infinitas possibilidades
Murilo Curti
Rogério cordeiro

 

Clients – internet explorer

Desenvolvimento web preparado para mobile

Servidor – iis express

Aplicações rodam na nuvem? Alta disponibilidade.

Sql azure

Mvc 2 para 3 tiveram poucas alterações.

Mvc 3 com suporte para html 5

Razor  sintaxe (http://weblogs.asp.net/scottgu/archive/2010/07/02/introducing-razor.aspx) que diminui as tags html www.asp.net Mvc 4 focado em mobile Nuget.org

  • Oficial Packages – Enttityframework 4.1
  • Codefirst
  • Web matrix
  • Web plataform instaler
  • Windows web app galery

Www.ie6xountdown.com

Testar em vários browsers ferramenta super preview Ie 10 tem versão para usuário e developer.

Html 5 exemplo do Tron feito pela Disney.

CSS 3

Site html 5 labs – plugin com socket via browsers.

Windows azure emulador

————————————-

Team foundation server 2010

Ramon Durães

 

Ferramenta disponível para rodar em cloudcomputing.

Gateway de check-in para não permitir liberação de códigos que não passarem pelos testes automatizados.

Testes de cobertura

Code metrics

Analise de arquitetura – policie no checkin Tfspreview.com

———

Melhorando seu código

Fábio Vasquez
Cezar Guimarães

Clean code

Complexidade ciclomatica

————————————-

Atualizando suas habilidades de programação com linguagem c# para ser um desenvolvedor mais efetivo.

Rogério Moraes de Carvalho

 

Evolução da linguagem c#

Interessante utilizar chamada assíncronas com wpf.

Propriedades async e await.

————————————-

C# e visual basic future: async made simple Giovanni bassi (lambda3)

Mesmo conteúdo da palestra anterior

Exemplos no site do lambda3

Arquitetura de referencia na plataforma ms e Windows azure Alexandre Ricardo nardi

Caso da Winchester Mystery House construído sem ajuda de arquitetos.

Pilares

  • Desenvolvimento
  • Integração
  • Segurança
  • Hospedagem
  • Armazenamento
  • Gerenciamento

Arquitetura geral de serviços.

Windows Server AppFabric

Workflow foundation

Livro Microsoft application pattern guide

Arquitetura de referencia corporativa.

Pontos:

Capacidade da plataforma que são criticas.

Trabalhar com modelos de grupos de capacidades.

Adotar arquiteturas de referencia para tipos de aplicações e cenários diferentes.

Azure – paas plataforma as services

Sql azure

Http://windows.azure.com

——-

Hospedagem de servicos e workflow com o windows server AppFabric

Caio Chavez garcez

 

Was – usado para grandes mensagens. Normalmente tcp/ip

Appfabric

  • Gerenciamento
  • Monitoracao
  • Tracking
  • Persistencia
  • Escalabilidade

Appfabric = middleware entre dados e aplicação
Compositor de aplicações
Infra escalável

Extensao do iis

Gratuito

Necessita do framework 4.0

Configuracao de Nivel de monitoracao. (monitoring level). Pode degradar performance.

Configuaçao de wcf trace no appfabric.

Configuração  de workflow persistence.

Workflow host management

Tracked events do wcf. Log de passo a passo do wcf.

——–

Aplicacoes de alto desempenho e cache distribuído com windows server appfabric

Daibert

 

Tipos de dados

Dados de consulta

Dados transacionais

Dados distribuídos

Estratégia de cache dependendo do tipo de dado.

Cache distribuído (particionado)

Cache particionado com cache local

Cache de Alta disponibilidade (replica o cache nas outras farms). Chama-se região secundaria. Rotas no web.config.  Menos memoria, mais disponibilidade.

Cache replicado – major performance.

Integração com system center. Configura para colocar/retirar maquinas automaticamente em produção.

Estratégia de expiração de informação.

Memória física é mais barata que storage, tendendo o mercado para cache.

Ferramenta esta na versão 1.0

Versão 1.1 será disponibilizada em breve.

Future

Read write throught

Graceful shutdown – control de replicação de dados antes do desligamento

Domain accounts

Compression – hoje não é comprimido. Será configurável no web.config.

Multiple cache client application configuration section.

——–

Integracao entre epm e alm

Marcelo hideaki azuma (itgroup)

 

Gestao de projetos

É necessário manter o sistema ativo e no ar.

Tempo, prazo, custo.

Tempo de vida de um projeto varia de meses e chega a décadas.

Pensar de forma mais estratégica.

Lista de tarefas vs prioridade.

Gerenciamento de capacidade de entrega. Escalabilidade.

Project server vs tfs 2010

Project Server 2010

Gerenciamento de demandas

Epm permite criar indicadores para priorizar os projetos.

Gestão de portfolio.

Recurso de workflow.

Relatório de alocação por recurso.

Time sheet

Tfs2010

PBIs

User stories

Work ìtens

Relatório burndown

Histórico de bugs

Relatório de qualidade.

Juntando os dois softwares.

Project professional addin com vsts

Microsoft team foundation server 2010 and projects server pack.

——–

Criando aplicações prontas na nuvem.

Regis Gimenis

 

Windows Azure

Virtualização

Padronização

Resiliência (física: capacidade de voltar ao seu estado anterior).

Elasticidade

Monitoração

Automação

Modelo de serviço na nuvem

Iaas infrastrucure

Paas plataforma

Saas service

Decomposição funcional

Decomposição lógica

Topologia (web/worker)

Avaliação de uso de recursos

Padrões de cargas – unidade de escala

Documento: The Windows azure programing model

Aplicação roda sobre uma ou mais rules

Múltiplas instâncias

Livro: moving applications to the cloud

Windows Azure Connect (ainda não disponível em produção)

Windows azure platataform appfabric

App service bus

Appfabric host

Appfabric cache

Appfabric access control service

———–

Mvc, mvp, mvvm

Patterns: divisão de responsabilidades.

Model, view, controller.

Modularidade

Flexibilidade

Testabilidade

Mantenibilidade

 

—————

Conclusão:

Vejo que esse ano houve muita ênfase para os produtos:

  • SQL Denali
  • System Center 2010
  • Windows Phone 7
  • Windows Azure
  • Hiper-V

Como sempre trabalhei com Web, escolhi palestras voltadas para esses assuntos e me decepcionei com a maioria delas. Várias palestras mostrando os mesmos slides e dando introduções muito longas a tecnologias utilizadas a alguns anos como WCF, WPF, etc. Foram poucas as palestras “Deep Diving” aonde a introdução era rápida e conteúdo realmente interessante era apresentado.

Um amigo DBA assistiu praticamente às palestras voltadas para banco de dados e curtiu muito o evento. Na minha visão, houve muito mais foco em DB e System Center do que desenvolvimento. Das várias palestras sobre Azure, apenas 1 mostrou uma aplicação rodando e simulou um acesso a base de dados externa. O resto ficou só no conceito, uma coisa que a maioria do pessoal já conhece.

Na minha opnião deixou muito a desejar. Vamos ver se ano que vem, com o lançamento do Framework 4.5 e C# 5.0 as palestras melhoram.

Pontos fortes:

  • Boa estrutura
  • Cadastramento inicial muito rápido e organizado Café da manhã simples mas gostoso.
  • No kit veio um promocode: free one week online trainning pass no site da pluralsight.

Pontos fracos:

  • Café da manhã tem como Salgado somente pão com queijo e salame. Está uma delícia, mas coitado de quem não gosta de salame ou é vegetariano.
  • Não teve comida de manhã no segundo dia… só as 09:30.
  • Poderiam melhorar na decoração e apresentação dos estandes. Vou indicar minha esposa… Hehehe…
  • O kit do evento tem uma sacola mixuruca com uma caneta e papeis promocionais. Não tem nem um bloquinho de anotações. Microsoft… por favor melhore nos próximos eventos, ok?
  • Banheiro nojento, cheiro ruim, sabonete líquido horrível e sem papel pra secar as mãos.
  • O coffee break da tarde foi uma zona… Acabou comida e bebida e foi servido em um espaço bem menor que o do almoço.

Obrigado!!!

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: